topo

Cresce o número de paulistanos dispostos a usar ônibus, diz pesquisa' 17 de setembro de 2013

Clique aqui para ver o vídeo.

 

Uma pesquisa do Ibope divulgada nesta segunda-feira (16) mostrou como a população de São Paulo recebeu as mudanças recentes no trânsito. Cresceu o número de moradores dispostos a usar ônibus em vez de botar um carro na rua. Mas essa legião de cidadãos quer um transporte público de qualidade.

Agora é no centro da cidade. Quase 20 quilômetros de faixas exclusivas para os ônibus. São Paulo já tem 170 quilômetros de faixas exclusivas. A prefeitura promete que, até o fim de 2013, serão 220 quilômetros.

 

"Se der pra conciliar o ônibus com carro, vamos conciliar. Se não der, a prioridade é o ônibus, é o transporte publico", declara o secretário Municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

 

Um levantamento feito em agosto mostrou que, na Avenida 23 de maio, que corta a cidade de norte a sul, a velocidade dos ônibus quase dobrou no período da tarde. Foi de 12 para 23 quilômetros por hora.

Não existe mágica para resolver um problema de trânsito como o de São Paulo. Se uma faixa é separada, fica exclusiva para os ônibus, sobra menos espaço para os carros. Principalmente nos horários de maior movimento, o congestionamento aumenta e os motoristas precisam ter mais paciência. Mesmo assim, a aprovação dessa mudança no trânsito tem sido grande.

Uma pesquisa divulgada nesta segunda (16) pelo Ibope e pelo Movimento Nossa São Paulo mostrou que 93% dos paulistanos aprovam as faixas exclusivas para ônibus. Entre os motoristas de carros, a aprovação é de 86%. O número de paulistanos dispostos a deixar o carro na garagem e pegar o ônibus subiu. Foi de 65% para 79% dos 805 entrevistados.

 

“Se oferecer um transporte na cidade com qualidade, com conforto, com agilidade, fluidez no trânsito, é isso que vai fazer as pessoas deixarem o carro em casa e passarem a utilizar o transporte público", afirma Mauricio Broinizi, coordenador executivo do Movimento Nossa São Paulo.

Quando isso acontecer, mais gente pode ser beneficiada, como o engraxate José dos Santos. Ele economizou 15 minutos por dia no trajeto para o trabalho. Ganhou tempo e dinheiro. “Com certeza vou estar trabalhando, procurar serviço para mim. Mais sapato para engraxar", diz.


Clique na imagem para ver o vídeo.

 Fonte: Jornal Nacional.

Comentar Publicação